05 dicas para montar um home office perfeito

Home Office é cada vez mais uma realidade entre nós brasileiros, muitas empresas tem considerado essa possibilidade e algumas até mesmo tem incentivado parte de seus colaboradores a realizarem seu trabalho a partir de um home office, como forma de poupar tempo de locomoção do colaborador, diminuir gastos na empresa e de otimizar resultados entre seus colaboradores.

E o seu trabalho, pode ser feito a partir de sua casa? Você trabalha como profissional liberal, autônomo ou em alguma empresa que permite ou incentiva que você trabalhe na sua casa?

Se você precisa ou quer montar um Home Office na sua casa, leia esse artigo, vamos te ajudar a conseguir esse feito seguindo esses 05 passos:

Passo 1: o layout

Você pode montar seu home office no quarto de empregada, num corredor, num cantinho da sala ou em qualquer outro espaço que você julgue possível montar uma estação de trabalho.

Home Office 1

Mas neste ponto dou um conselho que alguns especialistas acham válido e eu também:

NÃO monte o seu escritório no seu quarto de dormir.

Esse é o seu local de descanso, é o seu refúgio, você precisa de um lugar assim para se restabelecer, livre da atmosfera de trabalho e da bagunça que essa área vai gerar. Preserve o seu refúgio e procure outro lugar para montar o seu home office.

Seja qual for o espaço escolhido por você será necessário montar um layout dele para determinar o tamanho adequado das peças que você colocará lá.

Home Office - Planta Baixa

Essa não é a primeira vez, nem vai ser a última em que falarei da necessidade de montar a planta baixa do ambiente que será montado, eu falo dela em vários outros artigos aqui no blog e não ia deixar de falar aqui, não é?

Monte a planta a baixa do ambiente escolhido para receber o home office, é fácil, eu ensino a fazer no artigo que escrevi sobre esse tema.

Identifique tomadas e considere tudo o que já compõe o ambiente, essas identificações vão ajudar a decidir onde colocar a bancada ou mesa de trabalho, qual é o tamanho e profundidade ideias desta peça, se deverá ou não haver novas tomadas e pontos de luz.

Passo 2: Iluminação

Imaginando que você vai montar seu home office num ambiente já montado como um quarto ou uma sala, é provável que você tenha que pensar apenas em uma iluminação direta para a sua mesa de trabalho, que pode ser feita através de uma luminária de mesa ou, se o espaço permitir, com uma luminária de sobrepor no teto, como um trilho de luz, por exemplo, com spots direcionados para a mesa de trabalho ou algo semelhante.  

Iluminação direta

Na imagem abaixo, além de uma excelente iluminação natural, a bancada de trabalho conta com iluminação direta feita com um trilho contendo 03 spots que direcionam luz para a bancada.

Home Office 6

Há no mercado trilhos mais simples para tetos convencionais, que deixam o ambiente bonito e trazem funcionalidade ao espaço.

Iluminação geral

Se for um ambiente destinado exclusivamente ao home office, então será necessário verificar a iluminação geral diurna, para aproveitar ao máximo a iluminação natural durante o dia e preparar a iluminação necessária quando não for possível usar a iluminação natural.

Home Office 3

A iluminação geral pode ser feita com luminária de sobrepor (existem inúmeras possibilidades no mercado) ou embutida em teto de gesso são boas soluções.

Usar luminária de mesa ou luz direta para a bancada ou mesa de trabalho, são bons complementos na iluminação, melhorando o desempenho das atividades neste local.

Home Office 4

Passo 3: móveis

É hora de definir os móveis a colocar no espaço.

Mesa ou bancada de trabalho

Desenhe na sua planta baixa a mesa ou a bancada de trabalho, respeitando o espaço de circulação que deve haver entre móveis e passagem principal.

Em outro artigo em que falo sobre móveis eu trato mais sobre circulação do ambiente, seria bom que você lesse o artigo porque eu dou exemplos nele que podem te ajudar a montar a sua planta.

Basicamente, o que você deve saber é que, para corredores, que dão acesso a outros ambientes, o espaço de circulação recomendado é de 1mt, pois são lugares por onde passam móveis, caixas, malas e outros objetos grandes.

Já para a circulação interna de um ambiente deve-se respeitar um espaço de circulação mínimo que seja igual ou superior à largura dos ombros do maior integrante da casa (se este também for usar esse espaço, senão você se baseia na sua própria medida de ombros), então perceba que essa medida pode variar de caso para caso.

Feito isso calcule o tamanho da mesa que você desenhou na sua planta.

Lembre-se de que cada quadradinho do papel quadriculado representa 25 cm na escala de 1:50, então a soma dos quadradinhos lhe dirão qual é o tamanho e profundidade adequados da mesa e se o espaço de circulação mínimo foi respeitado.

Exemplo

Digamos que você tem um cômodo na sua casa que você está usando como quarto de hóspedes, mas percebeu que há espaço para montar o seu home office. 

Seu próximo passo é medir o ambiente com uma trena e desenhá-lo em papel quadriculado, considerando porta e janela, como no exemplo abaixo:

planta home office

Agora você desenha os móveis que já fazem parte do ambiente e desenha sua mesa ou bancada no espaço que deseja usar:

planta home office ambientada

No exemplo acima a opção foi por usar a parede C para colocar a bancada ou a mesa de trabalho. Será possível usar armários e prateleiras na parede, por isso o local escolhido foi perfeito.

Será necessário desenhar a vista de frente da parede C, com suas medidas, pontos luz e quaisquer outros elementos que a parede contenha. Assim a busca pelos armários e prateleiras ficará mais fácil e pontual.

Agora sim, você já pode pesquisar por opções que estejam dentro das medidas encontradas, que no exemplo dado é até 1,90 mt de comprimento e 0,50 mt de profundidade. A peça que usei no exemplo tem 1,80 x 0,40 mt.

Eu usei gabarito pronto aqui, mas você pode desenhar direto na planta mesmo, não precisa ser perfeito, precisa ser eficiente para ajudar na sua escolha.

Cadeira

É provável que você passe muito tempo sentado na cadeira do seu escritório, então essa peça tem que, no mínimo, ser confortável e ergonômica, não abra mão disso.

Você também deve considerar se quer ter rodízios na sua cadeira, normalmente eles permitem mais liberdade de movimentação durante o trabalho.

Pensar se sua cadeira terá ou não braços, deve estar nas suas considerações, pois pode ser que os braços atrapalhem a cadeira a entrar embaixo da mesa, procure saber se altura que vai da parte de baixo do tampo da mesa até o piso é compatível com a altura do braço da cadeira até o piso. 

Considere as medidas gerais da peça, pois se seu espaço for muito pequeno, você terá que considerar uma cadeira mais “magra” para o espaço. Pense em tudo antes de comprar a peça de que gostar.

Algumas sugestões do blog:

home office - cadeiras

Gaveteiro

Num escritório o gaveteiro costuma ser uma peça de grande ajuda, você pode escolher um com rodízios e que caiba embaixo da mesa ou bancada.

Prateleira

Se sua mesa ou bancada estiver encostada em uma parede, use o espaço livre na parte de cima dela para colocar prateleiras, nichos ou até armários suspensos para ajudar na organização dos papéis e demais objetos que te auxiliarão durante o trabalho.

Home Office 5

Passo 4: esconda os fios

Ter computador, telefone e qualquer outro tipo de aparelho pode significar ter muitos fios para esconder.

Dicas para escondê-los:

  1. um trabalho de marcenaria pode resolver o problema com o uso de painéis ou outro sistema semelhante, mas, se isso não está em seus planos, tente uma das opções abaixo:
  2. use suportes rasos, como cestos preso embaixo do tampo da mesa ou da bancada para esconder os fios;
  3. use canaletas no rodapé (a pial legrand tem ótimas opções neste sentido);
  4. crie um fundo falso na mesa onde os fios possam ficar escondidos, deixando o espaço mais organizado e limpo visualmente.

Passo 5: dê seu toque pessoal

Depois de todos os itens instalados, mesa, cadeira, prateleiras, gaveteiro, etc., é hora de dar seu toque pessoal ao seu espaço, que pode ser com um quadro numa parede, um objeto que você comprou numa viagem que te marcou, um mural com fotos ou qualquer coisa que te traga uma sensação boa.

Quando eu trabalhava para terceiros, costumava ter na minha mesa de trabalho um pote bonito de vidro com tampa de rosquear e dentro um monte de bombons, a peça acabava sendo um ponto de destaque inusitado. Não precisa nem dizer que minha mesa era o pit stop preferido da turma do escritório, né?

Agora que trabalho em casa, tenho vários objetos que são a minha cara, mas um que fica sempre na minha mesa é uma lata retangular alta, com estampa de casinhas coloridas, que me lembram de uma cidade fantástica que visitei na Itália tempos atrás. Gosto da sensação que essa latinha me traz, por isso a deixo na minha mesa. 🙂

E se você gostou desse artigo, comente e compartilhe com seus amigos!

Vai decorar a casa? 

Deixe um Comentário