Como usar cores na decoração

Uma das principais dúvidas de quem está decorando a primeira casa é como usar cores na decoração.

Como combinar cores?, o que pode?, o que não pode?

Essas são as dúvidas mais frequentes dos iniciantes no uso das cores na decoração e até para quem já tem alguma experiência.

Usar cores parece complicado no começo, mas, depois que se entende um pouquinho sobre as ‘regras de uso’, fica mais fácil entender e até quebrá-las de vez em quando.

Em que momento se define as cores na decoração?

As cores são definidas logo no início de uma reforma ou quando recebemos as chaves da casa ou apartamento novo.

Isso porque revestimentos tem cor, textura e também se enquadram nas categorias de frio e quente (um piso de madeira é considerando quente e um piso de porcelanato é considerado frio), tal e qual as cores de pigmento.

E esse pano de fundo costuma ser montado em tons neutros (claros e/ou escuros) que vai sendo preenchido com cores mais presentes nas demais fases da decoração.

Por isso você já está definindo sua paleta de cores desde o momento da decisão sobre revestimentos de pisos e paredes, portas, batentes e janelas.

Com que cor eu vou?

que cor usar

Certamente você tem cores de que gosta muito e quer usá-las na sua casa. E você pode usá-las, mas antes, é preciso saber um pouco sobre as sensações que as cores causam e como você pode combiná-las para conseguir ambientes que reflitam a sua personalidade e seu estado de espírito.

Cores quentes

Vermelho, laranja, amarelo e suas variações são cores consideradas quentes. Elas são ousadas, causam aproximação, motivação, ação e aceleração.

Por esta razão são pouco usadas em quartos, a menos que estejam em tons pastéis ou aplicadas em poucos pontos do ambiente.

Já os demais cômodos da casa costumam aceitar bem essas cores, como cozinhas e salas.

Cores frias

Azul, verde, roxo e suas variações são consideradas cores frias. São cores que causam tranquilidade, calma, equilíbrio, harmonia, segurança, relaxamento e frescor.

São cores que podem ser usadas em qualquer ambiente da casa, mas principalmente nos quartos, por causa da sensação de calma e tranquilidade que trazem.

Cores neutras

São as cores essenciais para a composição de ambientes, branco, preto, bege, marrom, cinza e suas variações.

Graças a elas é que se torna possível inserir cores vibrantes, frias ou quentes na decoração. Ou até mesmo montar ambientes completamente neutros e ainda assim elegantes, misturando diversos tons de neutros e texturas variadas para conseguir um efeito surpreendente, mesmo sendo neutro.

Cores coringa

Combinar cores exige um pouco de conhecimento técnico senão, o desastre é certo!

Nós vamos entender logo adiante algumas regrinhas para fazer combinações certeiras com as cores que gostamos.

Entretanto, algumas cores tem a capacidade de combinarem com outras cores e elementos sem muita dificuldade e podem servir de coringa durante a decoração.

Essas cores são o verde, marrom, azul turquesa e o cinza.

Agora que você já tem uma ideia do que as cores fazem em termos de sensação, vamos descobrir algumas regrinhas para saber como usá-las nos ambientes.

Combinando cores

Graças a grandes estudiosos como Isaac Newton e Johannes Itten, hoje, designers de interiores, arquitetos, designers gráficos, profissionais de moda e até pessoas comuns, podem lançar mão de uma ferramenta muito útil quando o assunto é escolher cores: o círculo cromático.

circulo-cromatico

O círculo apresenta todas as cores quentes e frias. A ideia é que você eleja a sua cor preferida e faça combinações de três maneiras:

1. Combine com outras cores vizinhas no círculo

Essa combinação é chamada de análoga.

Digamos que minha escolha para decoração é o roxo. Se eu quiser uma combinação análoga, vou escolher de 01 até 03 cores vizinhas ao roxo e pronto, terei minha paleta de cores análogas.

harmonia-analoga

Exemplo: cores análogas

Aqui temos um exemplo de ambiente que usou cores análogas para decoração. O roxo é a cor de destaque, pois está nas paredes e o azul é a cor análoga escolhida para a composição, é usada na poltrona e partes do tapete, são as duas maiores presença de cores no ambiente.

cores-analogas

2. Combine a cor escolhida com a cor oposta no círculo cromático

Essa combinação é chamada de complementar.  

Vamos usar como exemplo a cor azul, que é uma das mais escolhidas pelas pessoas na decoração. Veja abaixo, no círculo cromático qual é a cor complementar ao azul:

circulo-cromatico-azul-e-laranja-3

Então descobrimos que a cor complementar do azul é o laranja, portanto essa é a cor que vai realçar o azul no ambiente e vice-versa.

Veja nos dois exemplos abaixo esse tipo de escolha:

Exemplo 1: combinação complementar

Neste ambiente a base é neutra, a escolha de cor foi para peças menores. Elegeram o azul para as poltronas e usaram sua cor complementar, o laranja, nas almofadas e tapete para favorecer a escolha do azul.

combinacao-complementar-1

Exemplo 2: combinação complementar

O segundo ambiente tem o azul como destaque, ele foi aplicado na parede e a poltrona laranja faz o contraponto para equilibrar a escolha do azul.

combinacao-complementar-2

As combinações complementares dos dois ambientes acima foram feitas de 1 para 1, mas você pode enriquecer essa combinação com mais cores, veja como a seguir:

3. Enriqueça a combinação complementar

A combinação complementar pode ficar mais rica se você usar a cor de sua preferência com até 03 cores complementares ou usando duplas complementares. Fazemos isso usando formas geométricas para identifica-las como, triângulo equilátero, triângulo isósceles, quadrado e o retângulo, posicionadas no círculo cromático.

Escolha sua cor preferida e veja quais são as cores complementares que vão combinar com ela e selecione as que você quer usar na sua decoração.

harmonia-complementar

Exemplo 1: dupla complementar

No ambiente abaixo foi usado a dupla complementar obtida com o retângulo no círculo cromático proposto na imagem acima (azul/rosa e verde/laranja).

A única cor que não foi usada foi a cor laranja, provavelmente por não ser uma cor de agrado dos moradores.

dupla-complementar-1

Exemplo 2: dupla complementar

Essa combinação também foi obtida usando o retângulo no círculo cromático, desta vez, as cores escolhidas foram as duplas amarelo/azul e laranja/roxo.

circulo-cromatico-retangulo

Mais uma vez a cor laranja foi excluída da seleção, o que não é problema, pois a ideia é identificar as cores complementares que combinam com a sua primeira opção e escolher as que te agradam para usar como cor complementar à sua escolha principal.

dupla-complementar-2

Perceba que o verde não faz parte do “resultado” na busca das cores complementares para amarelo/azul e laranja/roxo, mas, como dito no começo desse artigo, o verde é uma das cores coringa e fica bem com praticamente todas as cores, por isso ele pôde ser inserido no ambiente como parte das cores do tapete e em uma das almofadas do sofá.

Essas são as 03 maneiras como o círculo cromático nos ajuda a escolher cores para decoração. Mas você pode não querer combinar várias cores, por achar demais. Sem problemas, há mais duas maneiras de você escolher cores para a sua casa:

Uma só cor, ambiente monocromático

É possível que você prefira usar uma única cor na sua decoração e eu pergunto, porque não?

Você pode conseguir um ambiente agradável se a sua base (piso, paredes, bancadas) e até alguns móveis, misturar elementos como madeira, metal, vidro, texturas e diferentes tons de neutros.

Assim você terá um ambiente monocromático que causa impacto por causa da combinação diversa de tons neutros e elementos diversos.

Exemplo 1: combinação monocromática

No ambiente abaixo, a presença de vários elementos, cimento queimado no piso, aço no painel da área de respingo da cozinha, madeira nos armários superiores e no tampo da mesa e o sofá em cinza médio traz uma base neutra e fria.

Com a aplicação do vermelho nos armários inferiores da cozinha o ambiente se equilibra porque ganha um toque de calor.

combinacao-monocromatica-1

Exemplo 2: combinação monocromática

Outro ambiente montado com bases neutras, porcelanato em tom de cimento queimado, armários combinando laca branca e madeira escura.

O toque de cor ficou para as paredes que foram pintadas de verde de um tom mais calmo.

combinacao-monocromatica-2

Exemplo 3: combinação monocromática

Mais um exemplo parecido com o exemplo anterior, mas desta vez usando azul claro.

combinacao-monocromatica-3

Mas se você prefere não usar nenhuma cor de pigmento, ainda assim é possível montar um ambiente aconchegante e elegante:

Combinação neutra

harmonia-neutra

Você pode não gostar de usar cores na sua casa e preferir usar apenas cores neutras e está tudo bem se essa é a sua preferência!

A combinação neutra é considerada a mais elegante das combinações. Mas, para que essa combinação funcione e não traga sensação de monotonia e frieza, é preciso misturar tons diferentes de neutros, usar texturas em revestimentos, tecidos, cortinas, inserir elementos como madeira e fibras naturais também.

Exemplo 1: combinação neutra

combinacao-neutra-1

Essa cozinha é perfeita! Muito convidativa, tem muita mistura nela, piso e mesa de madeira, bancadas e área de respingo em pedra (mármore travertino), armários em cinza médio, eletrodomésticos em inox e cadeira com estampas em tons neutros e pastéis.

Exemplo 2: combinação neutra

combinacao-neutra-2Projeto da arquiteta Laura Santos no Viva Decora

Nesta sala projetada pela arquiteta e designer de interiores Laura Santos, também não há cores mas, mesmo assim é aconchegante, os tons de branco e cinza podem ser vistos nas paredes e armários.

Para equilibrar, piso, escadas e mesa de madeira aquecem o ambiente, assim como o tapete que, apesar de cinza como o sofá, traz uma textura acolhedora por ser de pelos. É uma combinação neutra que funciona.

combinacao-neutra-3Projeto da arquiteta Laura Santos no Viva Decora

Mesma sala, vista de outro ângulo. Nesta foto dá para ver melhor a textura do tapete de pelos. Usar texturas diferentes é importante quando montamos um ambiente neutro.

Resumindo pra ficar fácil

Como você pôde ver, há algumas maneiras para trazer cores para os seus ambientes, mesmo que essas cores sejam neutras. Uma delas pode servir para você.

Mas como foram muitas as informações dadas aqui, vamos fazer um resumão:

Em que momento se escolhe as cores? 

Desde o momento da definição de revestimentos de pisos e paredes, portas, batentes e janelas. A opção mais comum e certeira é mantê-los neutros para poder inserir cores em uma parede específica, em móveis e nos acessórios.

Que cores escolher?

As cores que você gostar. Mas tome o cuidado de usar o círculo cromático e as formas geométricas para descobrir as cores que combinam com a sua cor preferida.

Evite usar cores quentes nos quartos por serem lugares de descanso.

Lembre-se que as cores azul turquesa, verde, marrom e cinza são cores coringa e combinam bem com qualquer cor.

Quais são as maneiras de combinar cores?

Vimos aqui cinco maneiras de escolher cores:

1. Combinação análoga

Você escolhe uma cor de sua preferência e usa até 03 cores que são vizinhas a ela no círculo cromático.

2. Combinação complementar

Você escolhe uma cor de sua preferência e identifica a cor oposta a ela no círculo cromático e trabalha com essas duas cores na sua decoração.

3. Combinação complementar usando formas geométricas

Continua sendo a combinação complementar mas, com mais cores, que são descobertas usando formas geométricas (triangulo equilátero, triangulo isósceles, quadrado e retângulo) no círculo cromático.

Neste modo descobrimos as duplas complementares que funcionam quando usadas juntas na decoração.

4. Combinação monocromática

Nesta combinação você opta por usar apenas uma cor no seu ambiente, mas torna essa escolha enriquecida por usar diversas tonalidades de cores neutras, elementos como madeira, fibra, vidro, metal e texturas.

5. Combinação neutra

Nesta combinação também usa-se diversos tons de neutro, madeira, tecido e diferentes tipos de textura para tornar a composição elegante e aconchegante.

Conclusão

Usar cores na decoração é mais fácil quando se conhece algumas regrinhas e usamos o círculo cromático, não é?

Então, se você gostou deste artigo, comente aqui abaixo e compartilhe com os amigos!

Vai decorar a casa? 

2 Comentários

  1. Vannia, excelente post! Agora ficou muito tranquilo trabalhar com as cores, e a propósito amei o exemplo em roxo 🙂

    • Vannia Bertholldo

      Oi Alexandra, muito bom ver você por aqui! 🙂
      Que bom que gostou do artigo, acabei usando o roxo como exemplo influenciada pela nossa conversa a respeito dessa cor linda e que fica bem em qualquer ambiente da casa!
      Um forte abraço!

Deixe um Comentário