Planta baixa na decoração

Vou simplificar esse tema, porque a ideia é que você entenda e aplique na sua casa os conceitos que trago aqui, que podem te ajudar muito e porque não há razão nenhuma para complicar algo que pode ser simples.

O que é Planta Baixa?

Então, a planta baixa, em termos simples, é o desenho dos seus ambientes, como se estivessem sendo vistos de cima. Ela nos nos ajuda a visualizar cada ambiente em tamanho reduzido por escala (você vai ver como mais adiante).

Esse desenho dá um grande auxilio nas várias fases da ambientação e decoração da nossa casa, portanto, se você está em uma dessas fases:

  • colocar revestimentos nos pisos e paredes;
  • definir armários planejados
  • definir os móveis da casa

Então você precisa montar a planta baixa dos seus ambientes! A planta baixa vai te ajudar a determinar:

  • a quantidade de revestimento (piso e paredes) que os ambientes vão precisar;
  • a profundidade que seus armários planejados podem ter (para estes armários você também vai precisar das plantas que dão a vista de frente das paredes, que você também vai aprender a fazer aqui);
  • o tamanho e a disposição ideal dos móveis do seus ambientes;
  • o tamanho ideal dos tapetes para cada ambiente; 
  • o tamanho ideal das cortinas para cada ambiente (aqui você usará apenas as plantas de vista de frente das paredes)

Então vamos nos concentrar em montar corretamente a planta baixa e as plantas com as vistas de frente (paredes) de cada ambiente e usá-las para nos ajudar no processo de decoração. 

Você pode montá-las em 04 simples passos:

Primeiro Passo:

Adquirir os itens necessários para a elaboração da planta baixa:

  • papel para rascunho
  • papel quadriculado
  • trena
  • escalímetro n°1

itens para elaboração planta baixa2

O papel quadriculado facilita o desenho, porque usamos as linhas verticais e horizontais para tracejar a planta.

A trena é uma espécie de fita métrica metálica enrolada e vai nos ajudar a medir o espaço, paredes, janelas e portas.

O escalímetro n°1 vai nos ajudar a desenhar o espaço em proporção bem menor, ele apresenta as seguintes escalas:

  • 1:20 – 1:25 – 1:50 – 1:75 – 1:100 – 1:125

O mais comum é usar a escala de 1:50 que deixa o desenho num tamanho bom para visualização. O uso do escalímetro é muito parecido com o da régua escolar, a diferença é que em vez de centímetros estamos desenhando em metros com tamanho 50 vezes menor:

escala 1-50

O papel quadriculado ajuda muito se você não tiver um escalímetro. Cada quadradinho do papel tem 25 cm na escala de 1:50, então, cada 04 quadradinhos correspondem a 1 metro.

escala papel quadriculado

Segundo Passo:

Vamos preparar a vista de cima de cada cômodo da casa, isso é o que chamamos de planta baixa.

Meça com a trena os lados dos cômodos, não se esqueça de medir e marcar no desenho as janelas, portas, pilares ou “dentes”. Nomeie as paredes de cada cômodo (Parede A, Parede B, etc. conforme a imagem abaixo).

Anote as medidas num caderno. Para ajudar, faça um rascunho do cômodo que está medindo em papel branco e anote as medidas no rascunho.

Exemplo: Quarto

planta rascunho

OBS.: As medidas das portas, inclusive sua abertura é de extrema importância pois com ela sabemos se os móveis passarão pela abertura e se determinado móvel caberá no espaço que destinamos a ele se a porta do cômodo estiver aberta.

No exemplo acima, a parede A aponta que existe uma janela de 1,63mt, identificada pelo retângulo estreito que se projeta para dentro e para fora do ambiente. A parede C indica que existe uma porta de 0,80cm que se abre para dentro do cômodo.

Terceiro Passo:

Passe o desenho rascunhado no papel branco para o papel quadriculado. Faça isso para todos os cômodos.

Exemplo do quarto dado anteriormente agora no papel quadriculado:

planta papel quadriculado quarto

Esse desenho será a base para comprar piso, rodapés, solicitar paginação de piso nas lojas de revestimento e base para saber o tamanho dos móveis que vamos colocar neste cômodo. Não desfaça dos desenhos dos seus cômodos até ter terminado de mobiliar completamente todos eles.

Quarto Passo:

Agora que temos a planta baixa do cômodo, nos dando a visão de cima dele, vamos desenhar as paredes do cômodo, nos dando a visão de frente delas.

Usando a trena,devemos medir altura e comprimento das paredes sem esquecer de apontar as tomadas, pontos de luz, ar condicionado e qualquer outra característica que exista nas paredes. Veja como ficaram as paredes A, B, C e D do nosso exemplo:

Parede A:

planta parede A

A parede A é a parede onde está a janela, perceba que marquei as medidas da altura total da parede, considerando o rodapé e a altura sem considerar o rodapé.

O desenho frontal das paredes, com seus detalhes vão ajudar na definição da quantidade de tinta, papel de parede ou qualquer outro revestimento que quisermos usar. Vai ajudar a definir o melhor tipo e tamanho de cortinas, onde começar e terminar um armário planejado, onde colocar estantes e quadros.

Parede B

planta parede B

A parede B é uma parede limpa, pode ser usada como ponto focal do cômodo ou como a parede que receberá a cabeceira da cama, box, criados ou mesinhas laterais, por exemplo.

Parede C:

A parede C, é a parede que tem a porta de entrada para o quarto, esta parede poderia receber prateleiras para apoiar objetos, uma estante de livros ou quadros, ou uma bancada para de trabalho com computador, cadeiras e nichos de armazenamento, depende do que o proprietário do quarto gostaria de ter neste cômodo.

planta parede C

Parede D:

planta parede D

Esta parede, assim como a parede B, é uma parede livre e poderia receber um armário para as roupas e sapatos.

Tudo depende do desejo do proprietário e do objetivo de uso deste cômodo, além de descansar e dormir.

Faça isso para todos os cômodos (ou, se você não precisa montar e decorar a casa toda faça apenas para o cômodo que está remodelando) e mantenha os desenhos bem guardados, porque, como disse anteriormente, você precisará deles para comprar revestimentos, mobília, móveis planejados, tapetes, cortinas e quadros.

Aqui no blog eu trato de assuntos como armários planejados, móveis, cortinas, tapetes e outros assuntos onde o uso da planta baixa e das plantas com a vista de frente das paredes são necessários, confira esses assuntos.

E se você gostou desse artigo, deixe o seu comentário e compartilhe com seus amigos, pode ser que esse tema possa ajudar a mais pessoas que você conhece!

Produtos Indicados para Você
Curso Mãos à Horta
Curso Mãos à Horta
Acessar
Você pode ter a sua horta em qualquer espaço, vai aprender a cultivar sem veneno e entender porque sua horta não dava certo.
Curso: Organização Doméstica
Curso: Organização Doméstica
Acessar
Aprenda o passo a passo definitivo do processo de organização!
Fabricando Móveis de Pallet
Fabricando Móveis de Pallet
Acessar
O guia definitivo para fabricar seus móveis de pallet sem erros!
Manual Como Cuidar de Orquídeas
Manual Como Cuidar de Orquídeas
Acessar
Aprenda definitivamente como cuidar de orquídeas de maneira fácil, sem precisar de habilidades especiais!

Vai decorar a casa? 

4 Comentários

  1. Joyce Rocha

    Encontrei seu site agora que estou ampliando o andar de cima da minha casa e amei! Obrigada por disponibilizar material tão interessante e importante. Bjs

    • Vannia Bertholldo

      Que bom que está sendo de ajuda Joyce, eu fico feliz por isso!
      Abs,
      Vânia 😊

  2. Estou amando tudo q estou vendo e conhecendo. Parabéns e obgda por disponibilizar informações tão úteis.

    • Vannia Bertholldo

      Obrigada Eliane, fico muito feliz por ajudar! Acredito que, quanto mais informações forem disponibilizadas para ajudar a quem busca decorar e ambientar sua casa ou apartamento, melhor será para todos, para quem quer decorar, para lojistas e profissionais de interiores também.
      E a planta baixa pode sim ser feita por quem não tem conhecimentos técnicos em design de interiores. É feito de uma forma mais simples, mas nem por isso é menos eficiente 🙂
      Um forte abraço!

Deixe um Comentário