Os segredos da sala de estar perfeita

Receber amigos e família é muito bom! Melhor ainda se for numa sala agradável, aconchegante e que tenha a nossa personalidade.

Então, para montar a sala de estar perfeita basta seguir 4 passos, dando a devida atenção a cada um deles.

Siga-os  e veja também as informações adicionais que indico nos links aqui do post, assim a sua sala vai ficar perfeita!

Passo 1: o layout

A primeira coisa a fazer para montar a sua sala é fazer um mapa dela, ou se preferir um layout. Se você já acompanha o blog sabe que eu sempre oriento, como o primeiro passo, a elaboração da planta baixa e das plantas das paredes, veja como a seguir:

Desenhando sua sala, vista de cima

Desenhar a planta baixa pode parecer coisa do outro mundo, muito complicada, mas não é, eu ensino a fazer no post sobre planta baixa e você vai ver que é muito simples, útil e necessária para todas as fases de decoração da sua casa.

Você também pode chamá-la de ‘vista de cima’, porque esse desenho é como se você estivesse olhando sua sala do alto.

No nosso caso vamos usá-la para determinar a melhor posição para os móveis e os tamanhos que eles devem ter, portanto não deixe de fazer a sua.

Veja um exemplo de planta baixa, é da minha sala de estar 🙂 

Móveis 8.1

Para desenhar o layout acima eu usei as instruções do post sobre planta baixa, que basicamente é:

primeiro

num pedaço de papel rascunhar o desenho da sala, dando nomes às paredes: parede A, parede B, etc.

segundo

com uma trena, medir as paredes, portas e janelas

terceiro

informar as medidas no papel onde está o rascunho do cômodo, exemplo: parde A 3,80 mt; parede B 4,70 mt; janela 1,65 mt; etc.

Quarto

passar o rascunho para uma folha quadriculada, nessa folha, cada quadradinho representam 25 cm, na escala 1:50, então 02 quadradinhos, 04 são 1,00 mt. Por isso, a parde de 4,70 mt no exemplo acima usou 19 quadradinhos (neste caso os 19 quadradinhos representam 4,75 mt, que é a medida mais próxima, se você não for usar escalímetro).

Desenhando suas paredes, vistas de frente

Assim como você fez na planta baixa, você fará com todas as paredes da sala:

primeiro

Medir altura e largura de todas as paredes

segundo

Desenhar um rascunho delas, informando as medidas que conseguiu e seus detalhes, pontos de luz, rodapés, portas, janelas, entradas de ar condicionado, etc.

terceiro

passar os rascunhos o papel quadriculado, respeitando que cada quadradinho represente 25cm na escala de 1:50. Elas serão as suas ‘vistas de frente’ e serão úteis para definir tamanhos de cortina, armários, quadros, painéis e TV que podem ser usados nelas.

quarto

Deixe sua planta baixa e as ‘vistas de frente’ à mão, vamos usá-la no passo 3.

Passo 2: iluminação

A iluminação é um ponto delicado em qualquer ambiente, mas na sala esse tema fica mais sério porque é bem provável que diversas atividades serão realizadas nela: receber amigos e familiares, assistir a filmes, ler, expor alguns objetos de arte ou de destaque, dentre outras.

Para cada uma das funções descritas a iluminação é feita de um jeito diferente, portanto seu projeto de iluminação tem que contemplar todas as atividades que serão realizadas na sala.

Usando luz difusa

A luz difusa usando lâmpadas embutidas no teto de gesso para fazer a iluminação geral pode ser uma boa opção.

luz difusa na sala

Melhor ainda se você puder usar dimmer nessa iluminação para diminuir ou aumentar a quantidade de luz, dependendo da situação. Assim se for assistir a um filme ou simplesmente relaxar, diminua a intensidade de luz através do dimmer e aumente se estiver recebendo pessoas ou realizando alguma outra atividade que precise de mais luz no ambiente.

Usando luminária de sobrepor

Você também pode optar por usar luminária de sobrepor para a iluminação geral, caso não queira ou não possa usar iluminação embutida em teto de gesso. O mercado oferece muitas opções interessantes desde spots mais simples passando por trilhos de iluminação, pendentes e lustres fantásticos!

luz de sobrepor com trilho para sala

Usando iluminação complementar

Se você pretende ter um canto de leitura na sala, usar luminária de mesa ou de piso pode ser um bom complemento de iluminação para essa atividade.

sala com poltrona e luminária de piso

Se há algum objeto, quadro ou obra de arte em alguma parede, use iluminação de destaque para chamar a atenção para o objeto em questão.

sala luz de destaque

Só não exagere no tamanho das luminárias que farão esses trabalhos para não deixar o ambiente pesado.

Passo 3: móveis

Muito bem, pegue a planta baixa e as ‘vistas de frente’ que você preparou no passo 1 e vamos começar a “mobiliar” a sua sala começando pelo:

Sofá

Começamos pelo sofá porque ele é provavelmente a maior peça do ambiente e o restante da sala costuma girar em torno dessa peça que acaba sendo o ponto de partida para o ambiente.

sala com sofá

Então siga esses passos para definir o seu tamanho de sofá ideal:

Dica 1

Com sua planta baixa feita no papel quadriculado em mãos, veja qual seria o melhor lugar para posicionar o seu sofá, de preferência de forma que ele fique de frente para a televisão a uma distância razoável, que dê conforto para assistir à TV.

Dica 2

Desenhe o sofá no papel quadriculado respeitando o espaço de circulação necessário ao ambiente. Veja o post sobre móveis, lá eu falo mais sobre isso e exemplifico com a planta baixa da minha sala de estar, isso pode ajudar.

Dica 3

Agora meça o sofá do seu desenho, cada quadradinho do papel quadriculado representa 25 cm na escala 1:50 ou use o escalímetro para medir o sofá que você desenhou na sua planta.

No exemplo que dei no post sobre móveis você pode ver que o sofá ideal para a minha sala é de 2mt de comprimento por 95 cm de profundidade, verifique qual seria o tamanho ideal do seu sofá:

Exemplo da minha sala:

Móveis 2

Pronto, você sabe qual é o tamanho ideal do sofá para a sua sala! Não fuja dessa medida pois um sofá muito maior vai entulhar sua sala ou se for muito menor vai deixar uma sensação estranha de espaço vazio.

Dica 4

Procure por peças de qualidade, feitas com madeira maciça, molas espirais e percintas elásticas. Eu falo mais sobre como escolher um sofá de qualidade em outro post, leia e entenda mais sobre esse tema.

Mas agora, vamos continuar o trabalho com a planta baixa definindo se é possível inserir outros móveis como:

Poltronas 

Se houver espaço para posicionar poltronas, desenhe-as na sua planta e veja como fica a circulação. Se não gostar do resultado, mude a posição delas no desenho, ou retire uma poltrona,deixando apenas uma no espaço, isso pode melhorar o layout.

Mais uma vez, obedeça ao tamanho de poltrona que seu espaço aceita e compre uma que você goste mas que esteja dentro dessas medidas.

Dica importante

Você não precisa comprar poltronas do mesmo “jogo” de sofá, primeiro porque não se usa mais esse tipo de combinação e depois porque seu ambiente ficará melhor elaborado, dando liberdade inclusive de usar bancos, puffs ou uma cadeira mais elaborada no lugar da poltrona.

A única regra aqui é respeitar o tamanho que sua planta mostrou ser o ideal.

sala com poltrona e puff

Mesa de centro

Se você gosta ou acha útil ter uma mesa de centro, verifique no sua planta qual o melhor tamanho e formato para ela.

sala com mesa de centro

Com seu sofá e poltronas (ou cadeiras, ou banco ou puff) posicionados na planta, desenhe a mesa de centro respeitando um espaço de circulação entre as peças que você considere confortável (para mesa de centro, considere um espaço de circulação a partir de 40 cm, menos que isso pode ser inviável), feito isso você conseguiu o formato e tamanho ideal de mesa de centro para a sua sala.

Dica importante

Se sua sala for pequena como a minha é, você pode optar por ter um puff quadrado ou retangular que te sirva como mesa de centro, apoio de pés e assento adicional quando necessário.

Como neste exemplo, onde o puff serve como mesa de centro:

sala com puff de mesa de centro

Rack de TV

Essa peça pode ou não receber a TV em cima dela, depende de como você quer posicionar a sua TV, na parede ou no próprio rack.

Esse é um móvel que guarda os objetos como aparelhagem que ligamos na TV, controles remotos, DVDs, etc.

sala com rack de tv

Verifique pela sua planta qual é o tamanho ideal pensando no comprimento da peça e profundidade, sempre respeitando a circulação do ambiente.

Armários planejados 

A sala é um ótimo lugar para usar armários planejados (rack com painel, nichos, gavetas, etc.)

É aqui que você fará uso das ‘vistas de frente’ das paredes da sua sala e também precisará da planta baixa aqui. Veja a seguir como elas vão te ajudar:

Dica 1: faça sua lista de desejos e necessidades

Faça uma lista com seus desejos e necessidades pensando em como você usará sua sala, para receber família e amigos, para ver filmes, enfim, tudo o que você deseja que sua sala esteja preparada para fazer.

Dica 2: leve seus layouts e sua lista até as lojas

Leve sua lista de necessidades, a planta baixa e os desenhos das suas paredes para as lojas especializadas, os profissionais desses estabelecimentos poderão sugerir e criar soluções específicas para você, baseado no material que você está levando a eles.

Dica 3: Inspire-se

Busque em revistas, sites e blogs por salas com armários planejados para criar a sua própria inspiração. Abaixo você verá algumas salas para começar a se inspirar:

Nesta sala, o projeto do armário foca nos nichos para objetos e livros na parte de cima com um nicho maior para a TV e, na parte de baixo, gavetas e portas para guardar objetos.

armário planejado para sala

Mais de uma parede pode ser usada para receber os planejados, vai depender do espaço disponível e da sua necessidade de guardar e expor objetos.

armário planejado sala 3

Você pode estar procurando apenas por uma maneira de esconder fios e manter um visual mais limpo na sua sala, assim um simples rack com painel em laca, ou qualquer outro acabamento, pode ser a sua solução planejada

armário planejado sala de estar 4

Os armários planejados são a melhor solução que se pode ter em qualquer cômodo da casa, mas, é a opção mais cara disponível.

Se você não está preparado para este tipo de gasto, então outra opção poderá te ajudar: os móveis modulares.

Armários modulares

Não se chateie se não puder, neste momento, montar sua sala com móveis planejados, você ainda poderá ter uma sala muito bonita e funcional usando móveis modulares, basta usar sua criatividade para compor os modulares para ficarem com a sua cara. Veja abaixo algumas duas dicas importantes:

Dica 1: Avalie suas plantas de ‘vista de frente’ e planta baixa também

Use as plantas das paredes que você desenhou para identificar em qual parede será melhor instalar a tv e demais objetos e acessórios.

Identifique os espaços disponíveis nas paredes para receber os módulos e respeite essas medidas.

No exemplo abaixo eu teria muito espaço para colocar módulos diversos, já que a parede não tem janela, entrada de ar condicionado ou qualquer outro elemento.

planta parede C

Os módulos vão avançar no espaço aéreo da sala e alguns podem ficar no chão, então não se esqueça de considerá-los sua planta baixa, analise se a profundidade desses módulos ficarão adequadas na planta baixa, considerando o que você já tem lá, sofá, poltronas, mesa de centro, etc.

Dica 2: Combine acabamentos diferentes

Use acabamentos ou cores diferentes, que combinem entre si para causar um contraste no ambiente. Pode ser combinação de madeira com laca, laca com vidro ou o mesmo acabamento em cores diferentes.

móveis modulares para sala de estar

Passo 4: tapetes e cortinas

Aqui temos dois acessórios fundamentais para uma sala, vamos ver como escolhê-los:

Tapetes

Nada traz mais sensação de aconchego a um ambiente que tem o objetivo de fomentar o relacionamento entre as pessoas do que um tapete. Ele une os elementos do ambiente e nos convida a ficar nele.

Para definir o tamanho certo do seu tapete você terá que, mais uma vez, consultar a sua planta baixa, é ela que vai determinar o melhor tamanho para essa peça.

Com a planta baixa em mãos, certifique-se que todos os móveis que você deseja ter estão desenhados nela. Agora desenhe um tapete na sua planta, veja o quanto esse tapete teria que avançar sob os pés do sofá, poltronas e rack. Não há regras rígidas para tapetes, então não se preocupe, apenas desenhe o tapete na sua sala e pronto! Você já sabe o tamanho que seu tapete deve ter.

Veja o exemplo abaixo de uma sala hipotética, a delimitação em vermelho é o tapete da sala :

sala com tapete planta baixa

Por aqui sabemos que o tapete tem que ter 3mt x 2,75 mt (lembre-se de que cada quadradinho equivale a 25 cm na escala de 1:50, por isso cheguei a essa medida de tapete).

Para mais informações consulte o post sobre tapetes que escrevi anteriormente, lá eu falo mais sobre tipos, cores e regras de uso.

Cortinas

As funções das cortinas são muitas, por isso cada ambiente deve ter a cortina adequada ao uso que será feito do ambiente.

Eu falo bastante a esse respeito num post que escrevi sobre cortinas, vale a pena ler.

Para uma sala em que haverá atividades diversas como reunião de amigos, assistir a filmes ou simplesmente se jogar no sofá para descansar ou ler, a melhor cortina será aquela que atender a todas essas necessidades.

Você pode optar por uma cortina feita de um tecido mais encorpado, com blackout, se a incidência de luz na sala for intensa durante o dia, pois será útil caso queira assistir à televisão durante o dia.

Se a incidência de luz na sala não for grande as opções poderão ser por peças de tecidos ou materiais mais leves, com ou sem blackout, a escolha vai depender mesmo da incidência de luz e do uso desse ambiente, por isso aconselho a leitura do post sobre cortinas que fala sobre opções disponíveis, materiais de que são feitas e suas funções. Dessa maneira você terá condições de escolher a melhor cortina para sua sala.

sala com cortina

Considerações finais

Esse artigo ficou bem extenso, mas eu preferi que assim fosse, para não deixar apenas informações superficiais que provavelmente você já viu por aí. 

Eu quis trazer toda a informação que fosse importante para te ajudar nessa jornada de montar a sala de estar perfeita, espero que tenha te ajudado.

E se você gostou desse artigo, comente e compartilhe com seus amigos! 🙂

Vai decorar a casa? 

2 Comentários

  1. Izilene

    amei as dicas! estou estudando design de interiores, e preciso desenvolver um projeto para uma atividade, estava sem saber por onde começar. Gostei muito da dica de desenhar as paredes vistas de frente, vai me ajudar para depois elaborar meus croquis em perspectiva.
    OBRIGADAAAA

    • Vannia Bertholldo

      Olá Izilene, tudo bem?

      Que bom que o artigo te ajudou! Um abraço e sucesso no seu curso 😀

Deixe um Comentário